Casamento intimista! Descubra agora o que é mini wedding

As propostas de casamento têm passado por várias transformações. Prova disso é que algumas opções ganharam muita força nos últimos anos. Entre as mais comuns estão o elopement wedding (casamento apenas para os noivos), destination wedding (casamento em um local específico) e mini wedding.

Esse é mais um exemplo de que o casamento pode seguir o desejo e estilo de vida de cada pessoa — o que é tudo de bom! É claro que os modelos tradicionais continuam existindo e arrebatando corações, mas as alternativas chegaram para somar e atender casais de forma personalizada.

Neste post vamos tratar de todos os detalhes sobre o que é mini wedding. Se você ficou com vontade de entender melhor o assunto, está no lugar certo. Vamos juntos nessa?

Afinal, o que é mini wedding?

Em tradução literal, o mini wedding é um minicasamento. Para ser enquadrado nessa característica ele precisa contar com um número máximo de 100 convidados. A ideia é promover uma cerimônia mais intimista e marcada por muita proximidade entre os noivos e demais envolvidos.

Se você sonha em aproveitar a companhia dos convidados, essa pode ser uma ótima alternativa. Isso porque o momento acaba se transformando (na maioria das vezes) em um almoço ou jantar entre amigos e familiares — o que pode tornar a ocasião ainda mais especial!

E tem mais: como o número de convidados é bem reduzido (alguns chegam a ter apenas 30, por exemplo), existe a possibilidade de tornar a celebração mais aconchegante. Isso porque os noivos podem escolher muitos lugares para esse tipo de evento. Alguns casais procuram a casa dos pais, restaurante preferido ou outros espaços significativos.

Para fechar, não poderíamos deixar de trazer outra característica desse tipo de casamento: a economia. Como existem menos convidados, é natural que os gastos também sejam menores. Somado a isso, os noivos podem colocar a mão na massa e fazer alguns detalhes — um ponto que pode tornar o momento ainda mais especial e econômico.

Ainda assim, é bom deixar claro que essa não é uma regra. Algumas pessoas preferem investir no que existe de melhor no mercado para o seu minicasamento, apostando em serviços e produtos mais exclusivos e diferenciados. 

Como organizar um mini wedding?

Depois de descobrir o que é mini wedding, pode ser que você tenha se encantado com a ideia sem saber por onde começar. Pensando nisso, listamos algumas dicas úteis para organizar esse tipo de evento.

Escolha um lugar charmoso

Como a lista de convidados é reduzida, o mini wedding conta com a facilidade de poder ser feito em locais menores. Como adiantamos, pode ser na casa de algum amigo, em uma pousada na praia, em um sítio ao ar livre ou até em um restaurante charmoso. Tudo depende do estilo dos noivos.

Para manter o charme, uma dica é procurar um espaço intimista e que dê aquela sensação de estar “recebendo em casa”. Assim, fica mais fácil proporcionar a sensação de que o casamento é mesmo personalizado e exclusivo.

Foque em uma lista com pessoas muito especiais

Uma cerimônia íntima conta com a facilidade de chamar apenas quem tem muito contato com o casal. Isso costuma restringir a lista apenas para a família e amigos mais próximos, mas também traz desafios.

Com um espaço menor é necessário ser ainda mais restritivo na escolha. A vantagem desse modelo é que não precisa chamar namorado de amigo e crush de ninguém. Ou seja, fica mais fácil cortar esse tipo de pessoa e contar com a compreensão dos convidados.

Invista tempo na escolha da comida e bebida

A tendência é que grande parte dos convidados tenha tido contato antes do casamento, então pode ser que a festa se prolongue. Isso é esperado em eventos intimistas, mas é fundamental fazer um planejamento para que não falte comida e bebida.

Quando o assunto é comida, uma boa escolha é apostar em finger foods e porções individuais. Algumas opções temáticas também costumam fazer sucesso, como o  cardápio japonês. No que tange as bebidas, procure variar as alternativas pensando no que agradaria mais seus familiares e amigos.

A mesa de bolos também pode ser diversificada nesse tipo de casamento. É comum encontrar pequenos exemplares com vários sabores, mas essa não é uma limitação.

Aposte no DIY para a decoração

A decoração deve ser planejada com capricho e com o objetivo de surpreender os convidados. O DIY (Do It Yourself — Faça Você Mesmo) é uma excelente alternativa. Os noivos podem explorar fotos que contem a história do casal, investir em flores e criar uma iluminação com ar romântico.

Uma dica é procurar alternativas de decoração na internet (há várias imagens e tutoriais nas redes sociais) e participar ativamente dessas definições.

Pondere na escolha do vestido de noiva

Um mini wedding é mais livre em vários sentidos. Isso também vale para a escolha dos vestidos, que vão dos menos tradicionais até os clássicos. Tudo depende do desejo da noiva para o momento.

Essa mesma diretriz serve para o noivo e os padrinhos, mas é importante manter uma boa comunicação para que ninguém fique destoando do estilo definido para o seu casamento.

Invista em uma boa música e trilha sonora

A música também depende muito do que esperar para esse tipo de celebração, assim como o estilo dos noivos e o ambiente escolhido. As opções podem variar de uma banda a um DJ, com hits selecionados pelo casal.

Cabe destacar que existem opções de voz e violão ou até mesmo uma mistura de jazz e bossa nova que costumam ser um sucesso. Lembre-se de que a música garante a alegria de qualquer festa, então, não deixe de investir nisso.

Depois de entender o que é mini wedding e por que ele vem ganhando o coração de muitas pessoas, pondere se esse é o modelo mais recomendado para você. Uma comemoração pessoal, cheia de pessoas próximas e queridas pode ser exatamente o que procura para celebrar o casamento.

E aí, conhece alguns amigos que ainda não definiram o tipo de celebração? Compartilhe este post nas redes sociais e torne a vida deles um pouco mais fácil com nossas dicas!

0
0

Fotógrafo de casamento: saiba como acertar na escolha e nas fotos

Dentre as diversas coisas necessárias para decidir, organizar e controlar durante o planejamento para o matrimônio, escolher o fotógrafo de casamento é uma das tarefas mais difíceis. Diferentemente do bolo, da música e da decoração, você apenas poderá ter contato com as fotografias semanas ou, até mesmo, meses após a celebração.

Além disso, celebrar o amor sempre foi importante e os vídeos e fotografias são peças essenciais para reviver todos os momentos do marco da união. Por esse motivo, encontrar um profissional de qualidade e confiança é fundamental para guardar bons cliques de recordação desse dia tão especial.

Pensando nisso, selecionamos as principais dicas para escolher um bom profissional de fotografias e garantir belos registros. Tem interesse em saber mais? Então é só continuar acompanhando a leitura deste post!

Pesquise diferentes estilos

A fotografia é um tipo de arte e, assim como o cinema, a música, a literatura, entre outras, ela apresenta uma diversidade de estilos. Cada fotógrafo segue uma linha diferente de padrões, luzes, ângulos, edição etc.

Por isso, é interessante que você conheça os diferentes tipos de fotografia e identifique o estilo que gostaria que as fotos do seu casamento tivessem. Com essa etapa definida, é hora de encontrar um profissional que utilize esse estilo.

Analise o portfólio

Todo artista tem, em algum lugar físico ou virtual, uma pasta para reunir os seus principais trabalhos e serviços anteriores. Ali, ele deve selecionar as peças que considera serem as suas melhores.

Portanto, antes de decidir qual profissional escolher, faça uma pesquisa dos nomes mais famosos em sua cidade ou região e liste os que você mais gostou. A partir disso, pesquise um por um e confira o seu portfólio. Assim, é possível descartar aqueles de que não gostou e entrar em contato com os seus favoritos.

Defina um orçamento máximo

Outro detalhe importante é que você defina o valor máximo que pretende gastar com essa parte do casamento. Dessa forma, enquanto entra em contato com os seus escolhidos e conhece a sua faixa de preço, é possível selecionar aqueles que não se encaixam no seu orçamento.

É importante lembrar que o valor não tem tanta relação com a qualidade, mas sim com o reconhecimento. Muitas vezes, profissionais que estão iniciando na área oferecem um valor abaixo da média, a fim de conquistar seu público e ganhar mais credibilidade. Enquanto, por outro lado, os mais caros nem sempre são os melhores.

Por essa razão, é comum que você receba propostas variando entre R$ 1.000,00 e R$ 10.000,00. Portanto, pesquise bem a quantidade de fotos, a qualidade dos serviços e o estilo de fotografia, a fim de selecionar aquele com o melhor custo-benefício.

Converse sobre o roteiro

Depois de escolher os seus fotógrafos preferidos, entre em contato e converse melhor com eles, de preferência pessoalmente, para que você consiga conhecê-los e entender mais sobre sua proposta de trabalho.

Decidindo o profissional responsável por registrar os melhores momentos dos noivos e convidados, é importante começar a conversar sobre o roteiro da cerimônia. Caso não seja possível visitar o lugar, mostre uma planta, explique por onde será a entrada dos noivos, o local onde fica o altar, onde os padrinhos estarão sentados, entre outras informações.

É fundamental que ele também saiba por onde os noivos sairão, se haverá chuva de arroz ou outros adornos durante a saída, os cenários que há em volta do local da celebração, para garantir poses com os convidados etc.

Para isso, é interessante marcar uma reunião para explicar todos os mínimos detalhes e, caso você esteja contando com a ajuda de uma assessoria, é importante que ela esteja junto e que ambos tenham uma boa comunicação sobre o planejamento.

Peça um contrato

Um documento escrito e assinado, contendo todos os detalhes do acordo, como a equipe de fotografia, equipamentos de iluminação, câmeras, quantidade de fotos, álbum, valores e nomes das partes envolvidas é importante para garantir a segurança da contratação.

Desconfie de profissionais que não trabalhem com contratos ou que resistam em inserir tudo aquilo que foi combinado no documento. Dessa maneira você evita fraudes e eventuais problemas.

Busque referências

É muito comum que, durante a preparação do matrimônio, muitas noivas comecem a pesquisar e seguir mídias que produzem conteúdo relacionado a esse tema. Dessa forma, é quase inevitável se deparar com alguma foto de pré-wedding ou mesmo dos registros da cerimônia e desejar uma semelhante.

Apresentando essas referências ao fotógrafo escolhido, é mais fácil para ele entender quais são as suas preferências e tentar capturar momentos que você gostaria de ter eternizados nas fotografias.

Opte por lugares inspiradores

Uma boa foto é aquela que consegue capturar a essência do momento. Se a ocasião for bonita e feliz, é isso que o photoshoot conseguirá reproduzir. Sendo assim, nada melhor que escolher um lugar inspirador para que todos os componentes da fotografia fluam de forma natural, não é mesmo?

Procure capelas, igrejas, campos ou praias reconhecidos pela beleza para realizar a sua cerimônia. Observar a luz ambiente, cores e detalhes do local é importante para garantir que não somente a decoração fique impecável, como também os registros fotográficos.

Oriente os convidados

Com o aumento do uso das redes sociais — principalmente dos stories ou status, que são ferramentas de captura momentânea e ficam associados ao perfil da pessoa por apenas algumas horas —, é comum que os convidados tirem fotos, filmem vídeos, gravem boomerangs, entre outros artifícios desses aplicativos.

No entanto, algumas vezes, isso pode atrapalhar o trabalho do profissional contratado para isso. Por esse motivo, vale a pena orientar os convidados a terem um pouco mais de atenção, evitando entrar na frente das câmeras ou posicionar seus celulares bem diante da lente do fotógrafo quando ele está prestes a dar um clique.

Agora que você conhece os principais passos que precisa seguir para encontrar o fotógrafo de casamento perfeito para capturar os melhores quadros do seu grande dia, é muito mais fácil cuidar dessa tarefa e conseguir marcá-la como concluída, não é verdade? Nunca se esqueça que a boa pesquisa é a sua melhor aliada para facilitar todos os processos de preparação para o casório.

Gostou deste post? Então deixe nos comentários seus estilos favoritos para fotos e mais dicas para encontrar o fotógrafo ideal!

0
0

6 dicas que você precisa conhecer sobre a cor do sapato da noiva

A cor do sapato da noiva é uma das grandes decisões para se tomar durante o planejamento do look para o casamento. É preciso muita atenção na hora da escolha, para que todos os componentes da cerimônia estejam em harmonia entre si e, principalmente, combinando com o estilo dos noivos.

sapato branco, acompanhando o vestido, é o mais popular. No entanto, diversas mulheres optam por encontrar uma alternativa, a fim de fugir um pouco do padrão. Geralmente, essa é a fase que elas se deparam com a maior dúvida em relação ao que calçar: encontrar a cor perfeita para o calçado.

Pensando nisso, reunimos 6 dicas para que você acerte em cheio na escolha. Está com dúvida sobre qual cor usar no sapato de noiva? Então, confira este post para se inspirar.

1. Saiba quais são as cores mais utilizadas

Assim como as roupas, os sapatos também seguem tendências, especialmente quando o assunto é casamento. Existem algumas colorações específicas que combinam perfeitamente com determinados estilos de decoração. 

Confira, a seguir, as cores mais usadas em sapatos de noiva.

Rosa

Independentemente da intensidade do tom, o rosa é uma das cores mais escolhidas pelas noivas. Além de remeter ao universo feminino, essa coloração consegue falar muito sobre a personalidade da mulher, principalmente pela vibração escolhida.

Por exemplo, um rosa mais claro transmite a imagem de delicadeza e calmaria, além de combinar bastante com o tom do vestido. Enquanto que o pink retrata uma personalidade mais forte, ganhando evidência no look.

Vermelho

É fato que o vermelho é considerada a cor do amor. Ela não é somente romântica, como também cai muito bem com o branco do vestido e com as flores do buquê, caso elas sigam um padrão mais avermelhado.

Um sapato nessa cor é uma boa opção para as noivas que escolheram buquês de rosas vermelhas e que querem dar um toque a mais no visual.

Tons quentes

O amarelo, laranja e demais cores quentes conseguem passar uma boa sensação de alegria. Pessoas mais extrovertidas gostam de usar essa cor em sua produção nupcial, principalmente para compartilhar sua felicidade com quem está em volta.

Como eles recebem muito destaque no visual da noiva, é interessante que ela apenas opte por essa cor quando o vestido for mais neutro, sem excesso de detalhes. O mesmo vale para a decoração e o buquê.

Azul ou violeta

O azul ou roxo são um pouco menos frequentes, mas, assim como o rosa, conseguem alterar a mensagem de acordo com o tom escolhido. Sapatos nessa tonalidade combinam bem com cerimônias que ocorrem a luz do dia.

2. Tome cuidado com o exagero

Sempre que for decidir as peças para montar uma composição, é preciso considerar o equilíbrio e a boa relação entre elas. O mesmo acontece na escolha das roupas e sapatos do casamento.

É importante pensar na combinação como um todo. Se o vestido for mais curto, um sapato aberto orna melhor, alongando a silhueta e atraindo a atenção para os pés. Enquanto que, na escolha de uma barra mais longa, é interessante investir nos modelos fechados, visto que os dedos não ficarão à mostra.

O mesmo vale para a quantidade de adornos. Caso o vestido tenha muitos detalhes, como bordados, texturas e rendas. Caso as flores sejam muito coloridas, é recomendado que o sapato seja mais neutro, a fim de não competir atenção com os outros itens do look.

3. Pense no buquê

Como você viu, é preciso pensar como um todo. Procurar o equilíbrio do vestido, acessórios, buquê e sapatos é fundamental. A ideia, no momento, é dar mais atenção aos últimos dois itens, que precisam estar bem harmonizados para garantir um visual impecável.

Veja, a seguir, algumas opções de buquês e como combiná-los com os calçados.

Buquê rosa

Essa tonalidade costuma ser usada por pessoas mais românticas e serenas. É importante que a escolha da cor do sapato não fuja muito da que foi usada no buquê. Procure calçados em diferentes tons de rosa para combinar.

Buquê roxo

Como o roxo é bastante fashionista, algumas mulheres mais modernas optam bastante por essa cor. Para combinar, é interessante usar sapatos mais neutros, como o nude, ou que acompanhem o tom das flores.

Buquê vermelho

Como visto, o buquê de flores vermelhas nasceu para o sapato de mesma cor. No entanto, ele também fica bem com tons metalizados, especialmente o dourado, branco e, até mesmo, o preto.

Buquê colorido

Um buquê multicolor é outra tendência de casamentos. Nesse caso, é bastante difícil encontrar um sapato colorido que combine com todas as colorações das flores. Por isso, a melhor ideia é apostar nos tons básicos, como o branco, preto, nude ou metálico.

4. Considere tons metálicos

A essa altura você já deve ter percebido que as cores metálicas também estão entre as favoritas das noivas que estão por dentro do que está em alta no mundo da moda. Sapatos metalizados conseguem trazer mais elegância aos pés, porém, de forma discreta.

Além disso, se o tecido escolhido para o vestido for mais nobre, a sofisticação do dourado, prateado, rosé, entre outros tons, cai como uma luva. Esse tipo de sapato também é recomendado para mulheres mais discretas.

Outra opção é apostar em sapatos em pedrarias. No entanto, essa escolha é um pouco mais ousada. Por isso, é preciso observar se os detalhes do vestido combinam com pedras e acessórios nos calçados antes de realizar a decisão.

5. Escolha uma altura para o salto

A altura ideal para um sapato é aquela que não deixa o vestido arrastando no chão, mas que também não mostra os pés por completo, exceto no momento em que a noiva esteja sentada. É importante decidir o tamanho do salto para seguir em busca de uma cor que também combine com essas medidas. 

Por exemplo, um sapato mais chamativo não combina nem um pouco com um salto curto, podendo trazer a impressão de que a escolha foi mal feita. Já as cores mais sóbrias ficam bem com modelos mais baixos.

6. Combine com sua personalidade

Essa dica vale para todo tipo de roupa, calçado e acessório que você decidir comprar na sua vida, inclusive o vestido e sapato de noiva. Caso você siga uma linha mais tradicional, não há motivos para escolher algo colorido para os pés, se isso faz com que você se sinta mais desconfortável.

Para fazer a escolha ideal da cor do sapato da noiva é preciso priorizar as suas preferências, entendendo melhor o seu estilo e personalidade. Dessa maneira, você se sentirá muito mais segura e bonita, aproveitando melhor o seu grande dia.

Curtiu essas dicas? Então, siga-nos no Instagram, no Facebook e no YouTube para ficar por dentro das novidades da moda nupcial!

0
0
×