Véu e grinalda. Qual véu usar?

Véu e grinalda: veja como escolher o modelo ideal para a cerimônia

Uma das maiores preocupações de todas as noivas é estar linda e deslumbrante no seu casamento, não é verdade? Por isso, a escolha do que vestir é importante nesse momento tão especial! E não é só o vestido que importa, mas também os acessórios. Você sonha, por exemplo, em se casar de véu e grinalda?

Esses acessórios tradicionais fazem parte da produção do grande dia e devem harmonizar com o vestido, complementando o visual. Além disso, eles chamam a atenção para o rosto da noiva — e isso faz com que ela se destaque ainda mais!

Mas, afinal, como escolher véu e grinalda? Essa é uma dúvida que aflige muitas noivinhas, mesmo as mais decididas, justamente pela infinidade de modelos e referências. Precisa de ajuda para escolher? Então veja a seguir alguns detalhes importantes que podem otimizar a sua decisão!

O que são véu e grinalda?

São muitos os termos utilizados para designar o que compõe a vestimenta da noiva que fica até difícil distinguir cada peça, não é mesmo? Entre os acessórios mais comuns estão o véu e a grinalda, que fazem o arremate do visual como um todo. Veja.

Mas o que é o véu?

O véu recobre a cabeça e pode se estender para além do vestido. Algumas lendas remetem a histórias que dizem que o véu serve para espantar os espíritos malignos na hora da cerimônia. Outras falam que ele significa a pureza e a fidelidade, sendo um rito de passagem para a mulher, da vida de solteira para a de casada.

É por isso que o véu é retirado logo após o fim da cerimônia, pois, ali, a mulher já se tornou esposa. Ele é feito, geralmente, com tecidos leves — geralmente o tule — e pode ter rendas, bordados, fitas ou pedrarias. O tipo de véu é uma questão de gosto pessoal da noiva, assim como o comprimento dele.

E a grinalda?

A grinalda nada mais é do que o acessório que prende o véu ao cabelo da noiva, e tem diferentes versões e modelos, como tiaras, coroas, fivelas, presilhas, flores e outros materiais com essa finalidade.

Por isso a expressão “véu e grinalda”, já que, antigamente, os dois eram utilizados juntos. Hoje em dia, muitas mulheres optam por usar apenas a grinalda, principalmente se o vestido combinar com um estilo mais minimalista, dando leveza ao visual, além de um ar mais requintado e moderno à composição.

Quais são os tipos de véus e como utilizá-los?

Está aí uma questão que aflige e tira o sono de muitas noivinhas. Às vezes, elas querem usar um véu que não é adequado para o vestido e vice e versa, portanto, ter boas referências é fundamental para a escolha. Sendo assim, é interessante saber quais são as variedades desse acessório e como usar cada um da forma correta.

Catedral

Trata-se do modelo mais tradicional, indicado para cerimônias noturnas e em lugares fechados. Ele pode medir de 2 a 5 metros de comprimento e deve ser mais comprido do que a cauda do vestido.

Este tipo aceita bem pedrarias e bordados mais elaborados, podendo ser usado com vestidos mais simples, sem muito volume, ou ainda com vestidos mais encorpados, com saias mais rodadas.

Capela

Menor do que o catedral, ele fica na altura do joelho ou tornozelo. É indicado para vestidos com modelagens mais enxutas e padronagem mais simples, sem muito brilho.

Pode parecer impossível à primeira vista, mas um vestido de noiva “sequinho”, sem pedrarias extravagantes e um véu do tipo capela simples, de apenas uma camada, é capaz de criar um visual incrível, clean e altamente requintado, justamente por investir na máxima de “menos é mais”.

Ponta de dedo

Este tipo de véu recebeu esse nome porque o comprimento deve ser até a ponta dos dedos da noiva. Vai bem com qualquer tipo de evento, mas deve ser evitado com vestidos curtos. É um bom véu para vestidos mais simples, sem muito volume.

Cotovelo

Assim como o anterior, ele também é personalizado com as medidas da noiva. Dessa vez, o comprimento vai à altura dos cotovelos. É ideal para casamentos diurnos e para vestidos curtos ou tomara que caia.

Camadas

É o véu que cobre o rosto das noivas mais clássicas. Pode ter uma ou duas camadas, combina com qualquer tipo de vestido e deve ser usado em eventos mais formais. Este tipo de véu aceita bem diferentes padrões de vestidos de noiva, inclusive os mais exuberantes.

Mantilha

De origem hispânica e muito elegante, a mantilha é, muitas vezes, confundida com o véu catedral por conta dos bordados nas laterais. A verdade é que ela tem um tecido mais pesado, feito todo de renda, o que cria um visual mais “fechado”. Por ser bem elaborada, pede um vestido mais clássico e com poucos detalhes.

Voilette

É um item vintage que foi muito usado nas décadas de 20, 30 e 40. Trata-se de um véu que cobre apenas o rosto ou parte dele. Geralmente, é usado com um acessório, como casquete, fivela ou fascinator. É indicado para cerimônias mais informais e com vestidos curtos.

Quais são os tipos de grinalda e como utilizá-los?

Muitas mulheres querem se sentir como princesas no dia do seu casamento. Já outras preferem algo mais discreto, mas não menos elegante. A grinalda, assim, é um acessório-chave que pode mudar o estilo do traje da noiva, por isso, é importante escolher aquela que tem mais a ver com você e com o vestido que será usado no grande dia.

Assim como os véus, as grinaldas estão disponíveis em diversos modelos e a escolha deve estar alinhada aos outros componentes do visual. Veja a seguir algumas delas!

Tiara

Essa peça pode ser utilizada tanto com os cabelos presos quanto com eles soltos. As com brilho são mais usadas para dar um ar romântico à produção e as lisas dão um toque contemporâneo.

Esta grinalda se adequa bem para eventos em qualquer horário do dia, mas ficam especialmente belas para casamentos noturnos, pois o brilho da peça pode se destacar em meio às luzes, dando mais visibilidade ao rosto da noiva.

Coroa

É um dos itens mais tradicionais, combinando com vários tipos de casamento. Os modelos com cristais e brilhantes devem ser usados em locais fechados, enquanto os com pérolas podem ser usados de dia. O protocolo diz que a altura da coroa não pode ultrapassar a do noivo.

Coroa de flores

Pode ser confeccionada com flores naturais ou artificiais e combina com cerimônias mais informais e em locais mais despojados, como na praia ou no campo, com cabelos soltos ou semi-presos, com ou sem véu.

É perfeita para casamentos diurnos, e deve conter flores leves, para não pesar o visual.

Flores

O uso de flores em vez de tiaras e coroas tem sido um dos hits nos casamentos mais comentados. Combinam com cerimônias noturnas e diurnas e são usadas em penteados, como tranças e coques, em estilos modernos e despojados.

Para eventos muito longos, o ideal são as flores artificiais, uma vez que as naturais murcham com facilidade. Se preferir as naturais mesmo assim, certifique-se de que haverá flores novas para que o penteado seja refeito durante o evento, para manter o frescor do visual.

Presilhas e fivelas

As presilhas, por serem mais simples, têm sido uma das mais escolhidas pelas noivas pelo efeito delicado que é capaz de trazer ao visual.

As feitas com pedrarias e pérolas são ótimas para a noite. Já as com fitas, flores ou metais lisos são indicadas para o dia. Podem fazer parte de um penteado ou serem usadas somente como um acessório para dar charme ao visual.

Casquete

É um chapéu pequeno preso na lateral da cabeça, que pode ser discreto ou trazer mais enfeites. A peça dá um ar vintage ao look e pode ser usada com um véu do tipo voilette.

Fascinator

É um acessório feito com penas e plumas, com ou sem pedrarias, podendo ser usado tanto durante o dia quanto à noite. O item é ousado e glamouroso, dando um visual mais polido e cheio de estilo à produção. O seu tamanho pode variar conforme o desejo da noiva.

Quais são as tendências em véus e grinaldas?

Assim como a convencional, a moda noiva também tem suas tendências. É claro que o tradicional é sempre bem-vindo e nunca estará por fora dessas ocasiões, no entanto, é sempre bacana escolher algo que tenha a cara da noiva e reflita seu estilo pessoal.

Hoje em dia, a moda tem liberdade e não é diferente para as festas de casamento. Assim, para as noivas que gostam de seguir o que está em alta, veja o que é promessa no quesito véu e grinalda:

  • grinalda dourada: é comum vermos esse acessório em prata ou ouro branco, mas agora as douradas é que estão em evidência, trazendo um toque diferente de cor ao visual;
  • coroa: embora seja um clássico, o acessório estava um pouco sumido, dando vez às coroas de flores. Agora, as coroas tradicionais voltaram com tudo, principalmente em casamentos noturnos;
  • acessórios celestiais: estrelas e luas dão um toque romântico às noivas mais modernas e podem ser vistas em forma de presilhas;
  • véu bordado: não é qualquer bordado — a tendência é personalizar um desenho que tenha significado para a noiva ou para os noivos, como as iniciais dos nomes, as flores preferidas ou até mesmo um desenho que signifique algo na história do casal.

Véu e grinalda são, portanto, peças que valorizam ainda mais a beleza da mulher em um momento que marca a vida dela. Por isso, o cuidado ao optar por esses acessórios vai além de combiná-los ou não com a produção e com o estilo do evento. A escolha deve considerar emoções e sentimentos que trarão ainda mais felicidade a esse dia e às recordações.

A sua escolha deve levar em conta sempre o vestido e o estilo da festa de casamento, e as peças devem fazer o acabamento do visual como um todo, portanto, é preciso cuidado para que tudo combine, criando um look harmonioso e elegante para o grande dia!

Gostou deste artigo e acha que ele ajudou você a escolher uma entre as principais tendências de véu e grinalda para seu casamento? Então deixe um comentário contando suas experiências e opiniões sobre o assunto!

Nenhum Comentário

Comentar

×