Quais modelos de vestido de casamento combinam com você?

O dia do “sim” está chegando e você não consegue lidar com a ansiedade pesquisando modelos de vestido de casamento? Esse comportamento é muito comum entre as noivas, e estudar os diferentes estilos é útil para controlar o nervosismo e encontrar o traje ideal.

Além disso, quando essa pesquisa é feita com base no seu formato de corpo, é muito mais fácil encontrar a peça perfeita. Isso não quer dizer que exista uma regra, afinal, o melhor vestido é aquele que faz com que você se sinta maravilhosa para ir ao altar.

No entanto, considerar os cortes e os efeitos que valorizam o seu biotipo é uma estratégia. Por isso, este post é um guia de compra para ajudar você a encontrar o modelo que mais combina com o seu perfil. Curiosa para ver as opções disponíveis? Então, acompanhe o texto!

Principais modelos de vestido de casamento

Cada tipo de corpo é mais valorizado por determinados modelos. Por exemplo, mulheres que são altas e magras combinam com peças volumosas e que ofereçam curvas.

Por isso, a seguir, confira os estilos mais apropriados para cada formato de corpo!

Corpo pera

O corpo nesse formato tem como característica o quadril mais largo que a região dos ombros. Por isso, a ideia aqui é apostar nas peças que dão destaque para a parte superior do seu corpo, a fim de equilibrar a silhueta.

Desse modo, os vestidos que conseguem causar esse efeito são o império, o evasê e os modelos do estilo princesa. O primeiro é mais justo na área do busto e tem um caimento solto e reto. A sua vantagem é afinar a silhueta, porém, não é muito indicado para noivas altas.

Além disso, temos o evasê, também conhecido como formato em A. Assim como a opção anterior, ele é mais justo na parte superior do corpo, mas o seu comprimento vai se alargando de maneira suave, até o chão, sendo ótimo para disfarçar os quadris largos.

Por último, temos o vestido princesa, que também é bem ajustado no busto e na cintura, com um corpete, porém, apresenta uma saia bem rodada.

Outra opção para esse biotipo é colocar detalhes na barra e até mesmo apostar nas golas altas.

Corpo oval

O corpo oval é mais arredondado, por esse motivo, é interessante optar por vestidos que destacam a região do colo e dos braços. Nesse caso, o vestido evasê também é uma ótima ideia, pois ele favorece todas as silhuetas e se adapta bem a qualquer corpo, deixando-o mais modelado.

Além disso, o estilo princesa deixa o corpo mais acinturado e dá um ótimo efeito com a saia rodada. No entanto, ele não vai favorecer muito se a noiva for bem baixinha. Por outro lado, o modelo sereia é pouco indicado, visto que destaca as regiões que mulheres com esse tipo de corpo costumam procurar minimizar.

Corpo ampulheta

O biotipo ampulheta é aquele que tem os ombros e quadris na mesma proporção, junto de uma cintura bem definida. Essa característica torna mais fácil a escolha do vestido, pois combina com praticamente todos os modelos, exceto aqueles de cintura baixa.

No entanto, as opções que valorizam a cintura são as melhores. Um exemplo é o vestido sereia, que acompanha o formato da silhueta e fica mais largo no fim das pernas. Ele valoriza a região do bumbum e dá destaque às curvas.

Além disso, o clássico princesa também é uma boa ideia, pois oferece o caimento perfeito. Há também o coluna, que tem um corte reto e se modela conforme as curvas do corpo.

Corpo retangular

O corpo retangular também apresenta os quadris na largura dos ombros, porém, não tem a cintura tão definida. Por essa razão, a ideia aqui também é valorizar a cintura, para que ela fique mais delineada.

A saia volumosa do princesa combina quando a noiva não é muito baixa, visto que ela pode comprimir a estatura. Por outro lado, os vestidos de cintura baixa são boas apostas, afinal, a saia começa na região do quadril, dando a impressão de que a cintura é mais fina.

Além disso, o império e o evasê são ótimos, já que são justos na parte superior do corpo. A única contraindicação aqui são os cortes retos, uma vez que não oferecerão o volume procurado para a região de baixo.

Corpo triangular invertido

Pessoas com o biotipo triangular invertido costumam ter os ombros maiores que o quadril. Sendo assim, o objetivo é dar mais valor à parte inferior e tirar o foco da área do colo. Para isso, o evasê e o princesa caem como luva, por apresentarem bastante volume nas saias.

Nesse caso, quanto mais camadas, maior será o efeito desejado. Além do mais, os cortes retos e sereias não são muito indicados, pois eles costumam dar ênfase aos glúteos e quadris, além de atrapalharem um pouco a movimentação das pernas.

Considerações para adequar o vestido ao seu corpo

Além de conhecer os modelos mais indicados para cada formato de corpo, é interessante observar alguns detalhes para deixar o vestido ainda mais perfeito para você. Veja, a seguir, algumas opções para aprimorar a sua vestimenta!

Decote

Se a ideia é dar destaque à região superior do tronco, nada melhor do que apostar nos decotes para isso. Eles são ótimos para os biotipos oval e pera. Detalhes como a frente única são bons para os corpos ampulheta e pera.

Cor

A cor do vestido é outro ponto bastante importante, visto que traz um diferencial ao look. Apesar de o clássico traje ser na coloração branca, ela pode apresentar inúmeros subtons, como o gelo ou o off white. Além disso, você pode inovar e optar por outros tons claros, como o nude, o rosé matte ou o marfim.  

Acabamentos

O acabamento é outro detalhe crucial para um vestido de noiva. Ele pode ser feito em renda, bordado e até mesmo combinado com outros tecidos. Isso é útil na hora de chamar atenção para os locais que você mais deseja. Por exemplo, para valorizar a cintura, uma faixa ou bordado na região são boas alternativas.

Caso o destaque seja para a parte inferior do corpo, os adereços na barra são úteis. Já se a sua vontade for valorizar o colo, a renda e demais detalhes na área do busto são ótimas opções.

Caudas

O tamanho da cauda do vestido também influencia o seu caimento e pode ser decidido de acordo com o formato de seu corpo. Os principais modelos de cauda são:

  • capela: a mais tradicional, cai bem com o modelo princesa e império;

  • sweep: discreta, não passa de 40 cm e combina com os estilos sereia e reto;

  • corte: bem longa, podendo chegar a 1 m de comprimento. Combina com o formato retangular e triangular invertido;

  • catedral: um dos mais longos, passando de 2 m. É ótimo para quem deseja valorizar a parte inferior do corpo.

Como você pôde ver, identificar o seu biotipo pode ser fundamental para encontrar o seu vestido de maneira prática e eficiente. Além disso, trocar informações com profissionais confiáveis é outra ótima forma de acertar na escolha entre os diversos modelos de vestido de casamento.

Para mais informações, entre em contato conosco! Ajudaremos você a encontrar a peça perfeita para o seu grande dia!

Nenhum Comentário

Comentar

×