6 coisas que você precisa saber sobre brunch de casamento

É cada vez mais comum encontrar casais que procuram formas alternativas para celebrar o casamento. O planejamento é cada vez mais amplo e considera o desejo e o perfil dos noivos (além de novas propostas de comemoração).

O brunch de casamento é uma opção que tem arrebatado muitos corações  o que é bem natural, já que é leve, charmoso e econômico! Se você ficou curioso, então leia este artigo e descubra agora mesmo algumas coisas que você não pode deixar de saber sobre ele. Vamos lá?

1. O que é um brunch de casamento?

A palavra brunch é muito comum para algumas pessoas, mas ainda soa de forma estranha (e desconhecida) para outras. O termo é inglês e tem como objetivo denominar uma refeição que combina (ou acontece entre) o café da manhã e o almoço. No idioma, o café da manhã (breakfast) e o almoço (lunch) originaram a palavra brunch.

Embora esteja ficando agora mais usual para nós, brasileiros, ele é muito explorado em datas comemorativas pelo mundo afora. A prática já foi incorporada para diversas situações, como aniversários, batizados e casamentos. A ideia é explorar momentos que comecem pela manhã e terminem mais ou menos na hora do almoço.

No caso do brunch de casamento, ele representa uma tendência para os próximos anos. Nada mais natural, já que essa pode ser uma ótima opção para quem vai se casar pela manhã e quer receber os convidados depois da cerimônia.

2. Por que é interessante?

No caso dos noivos, o brunch é uma ótima forma de celebrar com as pessoas amadas de forma mais intimista e econômica. Como acontece no final da manhã, o cardápio e as opções de bebidas para um evento desse tipo costumam ser consideravelmente mais baratos.

Além disso, vale destacar que é um tipo de casamento diferenciado e que demanda menos investimentos em decoração e iluminação — outros aspectos que também tornam tudo mais barato. É a típica celebração em que “menos é mais”.

Por essas e outras, o brunch de casamento é uma ótima alternativa para quem gosta de café da manhã e quer agradar aos convidados. Isso porque a variedade de cardápio costuma agradar à maioria dos convidados, o que é mais difícil no caso de um almoço ou jantar.

3. Que modelo de convite fazer?

O convite pode seguir o modelo escolhido pelos noivos, mas é interessante sinalizar que a cerimônia será seguida de um brunch. Explique um pouco melhor o que é um brunch de casamento, pois, como adiantamos, essa prática não é comum para muitas pessoas (principalmente para aqueles que não são acostumados com os termos em inglês).

Somado a isso, reforce o horário. Por mais que o convite já sinalize isso, é bom lembrar que o casamento será pela manhã, pois muitos convidados acabam se confundindo.

4. Que tipo de comida/bebida servir?

Um cardápio para um evento desse tipo deve misturar opções comuns no café da manhã (como chá, café, sucos, bolos, salada de fruta e croissants) com outros itens que poderiam ser encontrados em almoços (como tortas variadas e massas leves).

Vale lembrar que os itens podem variar muito dependendo do seu desejo e da região/clima do país. Algumas opções mais regionais costumam ser muito bem-vindas, assim como caldos para épocas mais frias e sorvetes para períodos mais quentes.

A possibilidade de servir bebida alcoólica costuma trazer dúvidas, mas é bom destacar que não é uma prática comum em refeições desse tipo. De toda forma, ela pode acontecer no caso do brunch de casamento para um brinde com os convidados ou conforme os noivos preferirem.

5. Que estilo de roupa usar?

Muitos convidados ficam em dúvida sobre como se vestir em situações desse tipo, então é muito importante ajudá-los. Caso vocês tenham um site de casamento, é recomendado deixar alguns exemplos de trajes (lembrando que o mais indicado para um brunch de casamento é o esporte fino).

Nesse caso, as mulheres podem apostar nos vestidos médios ou longos (desde que tenham uma estampa mais leve e descontraída). O salto é bem-aceito e pode ser fino ou grosso. Já os homens podem apostar em calça social, camisa e blazer sem a gravata.

Ah, e não poderíamos deixar de falar do vestido de noiva. Ele também deve ser analisado com cuidado para que combine com a ocasião e, claro, o perfil da noiva.

O ideal é apostar em um modelo mais discreto, mas sempre respeitando detalhes que façam com que você se sinta deslumbrante — afinal de contas, estamos falando do SEU grande dia! Para fechar, é bom escolher uma maquiagem mais leve, já que a cerimônia acontecerá no período da manhã.

6. O que mais considerar? 

Se você quer saber como planejar um brunch, então precisa considerar mais alguns detalhes. Esse tipo de cerimônia é leve, ocorre durante o dia (deve começar entre 10h e 12h) e, de modo geral, proporciona um clima mais intimista. Embora essa não seja uma regra, quanto menos pessoas comparecerem, melhor será o tipo de comemoração.

O primeiro passo envolve a definição de quantos convidados receberão o convite, pois todos os outros detalhes dependem diretamente desse aspecto. Em seguida, pense no espaço em que vai realizar a celebração (que pode acontecer em um salão, em casa, em uma fazenda etc.).

Tendo as duas definições, então é hora de pensar no cardápio, ou seja, definir as comidas e bebidas. Converse com fornecedores e negocie tudo considerando o desejo do casal para esse momento. Lembre-se de pensar também em uma banda ou de providenciar música ambiente para animar o espaço.

Depois de ler este artigo e entender de forma um pouco mais completa o que é um brunch e como ele pode representar uma ótima maneira de celebrar o seu casamento, considere essa alternativa. Com isso, será bem mais fácil comemorar com quem você ama. Você vai se surpreender com a forma como esse momento pode ser ainda mais especial! 

Para continuar se informando sobre o tema, que tal aproveitar e ler nosso artigo sobre o mini wedding, um tipo de casamento intimista que é um verdadeiro charme? Tudo a ver com o brunch de casamento, não é mesmo? Então, acesse e confira!

Nenhum Comentário

Comentar

×