Miniguia: como planejar um casamento em 10 passos

Depois do tão esperado pedido, surge a clássica dúvida: como planejar um casamento? Não saber por onde começar é normal — e não motivo para desespero. Organizar um evento como esse envolve muitos detalhes e preocupações que, com calma e um bom planejamento, podem ser resolvidos perfeitamente.

Os primeiros passos para a organização de um casamento são: definir o tipo de cerimônia e deduzir, em média, quanto tempo há disponível até o grande dia. Apenas depois chega o momento de buscar por padrinhos, buffet,  férias no trabalho, destino e tempo para lua de mel, entre outras questões.

Para ajudar você nessa fase, preparamos um miniguia com dicas para montar o casamento dos seus sonhos. Continue a leitura e confira!

1. Defina a data

Como você viu, o mais importante a se fazer na hora de montar um casamento é definir a data e o horário. A reserva ou o aluguel da igreja, do salão de festas ou de qualquer que seja o local pretendido para a cerimônia precisa ocorrer com bastante tempo de antecedência, portanto essa é a primeira atitude a se tomar.

2. Escolha os padrinhos

Com a data definida, chegou a hora de decidir as pessoas que farão parte do altar e acompanharão o casal nessa data tão especial. Uma dica para escolher os padrinhos é pensar nos amigos especiais. Você não consegue se imaginar sem eles, principalmente no momento de se casar? Então, convide-os!

Outra dica é pensar naquelas pessoas que não se importariam em ajudar os noivos com os detalhes da organização e ficariam felizes pelo casal mesmo se não fossem chamadas para apadrinharem a união. Junto a elas, também é importante decidir quem serão as daminhas e os pajens, além do responsável por levar a aliança.

3. Faça a lista de convidados

Com exceção dos padrinhos e das madrinhas, os demais convidados não precisam necessariamente receber os convites pessoalmente. Portanto, faça uma lista com os nomes e telefones dos amigos e parentes que vocês gostariam que estivessem presentes nesse momento.

Mas lembre-se de enviar os convites com alguns meses de antecedência. Afinal, as pessoas também precisam de tempo para a escolha de roupas, presente e hospedagem (caso seja necessário), entre outras questões.

Além disso, não se esqueça de enumerar a quantidade de convidados, pois assim fica mais prático definir o número de pessoas e alugar um local. Peça também para que eles confirmem a presença, para facilitar na hora do orçamento.

4. Estabeleça um orçamento

Na maioria das vezes, um casamento envolve bastante dinheiro, mas é sempre possível economizar. Para tanto, será necessário fazer um bom orçamento, colocando tudo na ponta do lápis. A princípio, defina a quantia disponível para gastar com tudo, incluindo roupas, viagens, comida etc. Planilhas, planners e caderninhos são indispensáveis nesse momento.

Em seguida, entre em contato com buffets, assessorias de casamento e salões de festa, anotando todos os valores. É interessante não fechar com nenhum fornecedor antes de analisar todo o custo-benefício pacientemente, para garantir que está fazendo a melhor escolha.

5. Selecione o local

Com o orçamento definido, chegou a hora de encontrar o lugar dos sonhos. Como é comum que os noivos já tenham algo em mente, a parte mais difícil dessa tarefa será conciliar a quantidade de convidados com o porte do local, além do valor cobrado.

Caso você tenha encontrado o espaço perfeito, mas o preço não esteja de acordo com aquilo que planejou, tente negociar com o proprietário e veja as alternativas de pagamento ou parcelamento.

6. Contrate os fornecedores e colaboradores

A princípio, é preciso refletir sobre qual é a opção mais viável: responsabilizar-se pela organização do que ainda restou ou contratar uma assessoria. O ponto positivo da segunda alternativa é que, por conhecerem os estabelecimentos e fornecedores, tais empresas conseguem encontrar aqueles que mais se encaixam em seus planos e orçamento.

No entanto, isso também envolve um custo a mais. Se você é uma pessoa que gosta desses assuntos, lembre-se de fazer um checklist com todos os profissionais necessários e estar sempre em contato com eles, certificando-se de que tudo esteja de acordo com o esperado.

Alguns dos principais colaboradores e fornecedores necessários são:

  • o celebrante da cerimônia;
  • o buffet;
  • locadoras de mesas e cadeiras (caso o local não ofereça);
  • costureira ou estilista;
  • equipe de limpeza (se o buffet não disponibilizar);
  • fotógrafos e filmadores;
  • decoradores (se o buffet também não se responsabilizar);
  • banda ou DJ;
  • floricultores etc.

7. Escolha o vestido

Chegamos à melhor parte! Ao buscar pelo vestido desejado, tenha em mente qual modelo e cor você prefere. Caso esteja em dúvida, um estilista ou consultor de estilo pode auxiliar na decisão.

Lembre-se de encomendar o vestido com o mínimo de seis meses de antecedência e marcar a prova final para, aproximadamente, duas semanas antes da data. Assim, você assegura que haja tempo para realizar os ajustes necessários.

Com o vestido escolhido, fica mais fácil definir o tema da decoração, o tipo de buquê, as lembrancinhas e outros detalhes.

8. Encomende as alianças

Independentemente de quem ficou responsável pelas alianças — seja o noivo querendo fazer surpresa ou ambos escolhendo juntos —, é preciso encomendá-las entre dois e seis meses antes. Certifique-se de que o tamanho esteja correto.

Além do mais, caso sejam as mesmas alianças do noivado, é interessante levá-las para polir, a fim de que fiquem com uma boa aparência na data do casório.

9. Defina a lua de mel

O momento mais esperado do casal é, geralmente, a romântica lua de mel. O ideal é que os noivos escolham juntos o destino da viagem e seja traçado um roteiro com tudo o que vão aproveitar — agências de viagens podem auxiliar nessa fase. Caso pretendam viajar para fora do país, não se esqueça de conferir se o passaporte e as vacinas estão em dia.

Caso uma viagem não faça parte dos planos ou não vá ocorrer logo após a festa de casamento, reserve uma suíte de hotel para que a noite de núpcias seja especial e romântica.

10. Organize os documentos

Essa é uma parte da qual muitos noivos se esquecem e, em alguns casos, pode causar dor de cabeça. Por isso, pesquise quais documentos são necessários para o casamento civil e confira se todos eles estão dentro do prazo de validade. O ideal é que tudo isso seja preparado pelo menos seis meses antes da data, para que sobre tempo de solicitá-los ou atualizá-los.

Como você viu, são muitos os detalhes que requerem atenção em um casamento, sendo primordial ter uma lista com tudo aquilo que é necessário. Com um bom planejamento, imprevistos e situações indesejadas são antecipados ou facilmente solucionados. Sabendo como planejar um casamento, resta aos noivos apenas aproveitar e celebrar o amor.

E aí, curtiu o artigo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber mais conteúdos como este diretamente em seu e-mail!

Nenhum Comentário