Véu e grinalda: veja como escolher o modelo ideal para a cerimônia

Uma das maiores preocupações da noiva é estar linda e deslumbrante no seu casamento, não é verdade? Por isso, a escolha do que vestir é importante nesse momento tão especial! Você sonha, por exemplo, em se casar de véu e grinalda?

Esses acessórios tradicionais fazem parte da produção do grande dia e devem harmonizar com o vestido, complementando o visual. Além disso, eles chamam a atenção para o rosto da noiva — e isso faz com que ela se destaque ainda mais!

Mas, afinal, como escolher véu e grinalda? Essa é uma dúvida que atinge muitas noivinhas, mesmo as mais decididas. Se você precisa de ajuda, continue a leitura, pois, é sobre isso que falaremos neste post. Confira!

O que são véu e grinalda?

São tantos os termos utilizados para designar o que compõe a vestimenta da noiva que fica até difícil distinguir cada peça, não é mesmo? Entre os acessórios mais comuns, estão o véu e a grinalda. 

Véu

Algumas histórias dizem que o véu serve para espantar os espíritos malignos na hora da cerimônia. Outras falam que ele significa a pureza e a fidelidade, sendo um rito de passagem da vida de solteira para a de casada.

É por isso que o véu é retirado logo após o casamento, pois, ali, a mulher já se tornou esposa. Ele é feito com tecido leve — geralmente o tule — e pode ter rendas, bordados, fitas ou pedrarias. Além disso, pode ser simples, de acordo com o gosto da noiva e com o vestido.

Grinalda

A grinalda nada mais é do que o acessório que prende o véu ao cabelo da noiva, como a tiara, coroa, fivela, presilha, flores e outros com essa finalidade.

Por isso a expressão “véu e grinalda”, já que, antigamente, os dois eram utilizados juntos. Hoje em dia, muitas mulheres optam por usar a grinalda sozinha, o que também fica muito bonito! A escolha deve levar em conta o vestido, o véu e o penteado.

Quais são os tipos de véus e como usá-los?

Está aí uma questão que aflige muitas noivinhas. Às vezes, elas querem usar um véu que não é adequado para o vestido e vice e versa. Sendo assim, é interessante saber quais são as variedades desse acessório e como usar cada um da forma correta.

Catedral

Trata-se do modelo mais tradicional, indicado para cerimônias noturnas e em lugares fechados. Ele pode medir de 2 a 5 metros de comprimento e deve ser mais comprido do que a cauda do vestido.

Capela

Menor do que o catedral, ele fica na altura do joelho ou tornozelo. É indicado para vestidos com modelagens mais enxutas.

Ponta de dedo

Recebe esse nome porque o comprimento deve ser até a ponta dos dedos da noiva. Vai bem com qualquer tipo de evento, mas deve ser evitado com vestidos curtos.

Cotovelo

Assim como o anterior, ele também é personalizado com as medidas da noiva. Dessa vez, o comprimento vai à altura dos cotovelos. É ideal para casamentos diurnos e para vestidos curtos ou tomara que caia.

Camadas

É o véu que cobre o rosto das noivas mais clássicas. Pode ter uma ou duas camadas, combina com qualquer tipo de vestido e deve ser usado em eventos mais formais.

Mantilha

De origem hispânica, a mantilha é, muitas vezes, confundida com o véu catedral bordado nas laterais. A verdade é que ela tem um tecido mais pesado, feito todo de renda. Por ser bem elaborada, pede um vestido mais clássico e com poucos detalhes.

Voilette

É um item vintage que foi muito usado nas décadas de 20, 30 e 40. Trata-se de um véu que cobre apenas o rosto ou parte dele. Geralmente, é usado com um acessório, como casquete, fivela ou fascinator. É indicado para cerimônias mais informais e com vestidos curtos.

Quais são os tipos de grinalda e como usá-las?

Muitas mulheres querem se sentir como princesas no dia do seu casamento. Já outras preferem algo mais discreto, mas não menos elegante. A grinalda é um acessório-chave que pode mudar o estilo do traje da noiva, por isso, é importante escolher aquela que tem mais a ver com você. 

Tiara

Essa peça pode ser utilizada tanto com os cabelos presos quanto com eles soltos. As com brilho são mais usadas para dar um ar romântico à produção e as lisas dão um toque contemporâneo.

Coroa

É um dos itens mais tradicionais, combinando com vários tipos de casamento. Os modelos com cristais e brilhantes devem ser usados em locais fechados, enquanto os com pérolas podem ser usados de dia. O protocolo diz que a altura da coroa não pode ultrapassar a do noivo.

Coroa de flores

Pode ser confeccionada com flores naturais ou artificiais. Combina com cerimônias na praia ou no campo, com cabelos soltos ou semi-presos, com ou sem véu.

Flores

Combinam com casamentos noturnos e diurnos e são usadas em penteados como tranças e coques. Para eventos muito longos, o ideal são as artificiais, uma vez que as naturais murcham com facilidade.

Presilhas e fivelas

As feitas com pedrarias e pérolas são ótimas para a noite. Já as com fitas, flores ou metais lisos são indicadas para o dia. Podem fazer parte de um penteado ou ser usadas somente como um acessório para dar charme ao visual.

Casquete

É um chapéu pequeno preso na lateral da cabeça, que pode ser discreto ou trazer mais enfeites. A peça dá um ar vintage ao look e pode ser usada com um véu do tipo voilette.

Fascinator

É um acessório feito com penas e plumas, com ou sem pedrarias, podendo ser usado tanto durante o dia quanto à noite. O item é ousado e glamouroso, além disso, seu tamanho pode variar conforme o desejo da noiva.

Quais são as tendências atuais?

Assim como a convencional, a moda noiva também tem suas tendências. É claro que o tradicional é sempre bem-vindo e nunca estará por fora dessas ocasiões, no entanto, para as noivas que gostam de seguir o que está em alta, veja o que é promessa no quesito véu e grinalda:

  • grinalda dourada: é comum vermos esse acessório em prata ou ouro branco, mas, agora as douradas é que estão em evidência;

  • coroa: embora seja um clássico, o acessório estava um pouco sumido, dando vez às coroas de flores. Agora, as coroas tradicionais voltaram com tudo;

  • acessórios celestiais: estrelas e luas dão um toque romântico às noivas mais modernas;

  • véu bordado: não é qualquer bordado — a tendência é personalizar um desenho que tenha significado para a noiva ou para os noivos, como as iniciais dos nomes.

Véu e grinalda são peças que valorizam ainda mais a beleza da mulher em um momento que marca a vida dela. Por isso, o cuidado ao optar por esses acessórios vai além de combiná-los ou não com a produção e com o estilo do evento. A escolha deve considerar emoções e sentimentos que trarão ainda mais felicidade a esse dia e às recordações.

Está de casamento marcado, mas ainda não sabe o que vestir? Entre em contato conosco e conheça o nosso trabalho!

1 Comentário
  • Maria Izabel

    23 de agosto de 2018 at 22:45 Responder

    Muito legal.