Maio: você sabe por que ele é considerado o mês das noivas?

É bem provável que você já tenha ouvido que maio é o mês das noivas. Independentemente de estar ou não planejando o seu grande dia, essa tradição popular é muito forte e até faz com que os preços sejam inflacionados nesse período.

Entretanto, você já parou para pensar como essa tradução surgiu? O que aconteceu que tornou esse mês tão famoso e disputado? Pois bem, fizemos uma volta no tempo e descobrimos algumas hipóteses que podem explicar isso.

Ficou curiosa e quer saber mais detalhes também? Então leia o post de hoje até o final e descubra agora mesmo!

Chegada da primavera

Pode ser que você tenha se assustado com isso, afinal de contas, estamos no auge do outono aqui no Brasil. O frio está chegando e as pessoas começam a se preparar para o período.

Ainda assim, pode ser que você já tenha imaginado que a tradição não teve início por aqui, certo? Na verdade, ela surgiu nos países do hemisfério Norte. Como a determinação de clima acontece de forma contrária nas regiões norte e sul, isso significa que eles estão celebrando a primavera no mês de maio.

Sabendo disso, fica mais fácil entender porque as flores e a natureza de uma maneira geral se tornaram símbolos da cerimônia de casamento. Hoje eles estão nos arranjos e vários detalhes que tornam cada detalhe ainda mais bonito e significativo.

Como a primavera é a estação das flores, nada mais natural que nossos ancestrais também tenham pensado a mesma coisa e aproveitado o momento para se casar.

Além disso, a temperatura costuma ser muito agradável nessa época do ano. Como são mais amenas, acabam fazendo com que os convidados fiquem muito confortáveis e aproveitem cada momento de forma mais livre.

Os anos passaram e esse costume se disseminou entre os europeus. Depois, como o Brasil foi colonizado por eles durante anos, a prática acabou se tornando famosa por aqui, mesmo que isso signifique um período mais frio.

A força da religião católica

Outra vertente que explica porque maio virou o mês da noiva é a tradição do catolicismo. Há algum tempo a religião era ainda mais forte, principalmente se consideramos o contexto do velho continente.

Pois bem, uma de suas vertentes defende que maio é um mês para homenagear a figura da Virgem Maria. Essa é, inclusive, uma explicação de ter se tornado o mês das mães, já que ela é a mãe de Jesus Cristo (para quem não sabe, o dia das mães é comemorado no 2º final de semana do mês).

É claro que hoje em dia isso pode não fazer tanto sentido, pois o passar do tempo dissociou um pouco a necessidade de casar para viver a maternidade, mas há alguns anos essa ligação era muito forte. Portanto, o mês das noivas tinha também um grande apelo para quem sonhava com filhos.

E tem mais: ser mãe era um sinal de sorte e de bênção dos Céus — mais uma influência do catolicismo na sociedade. Essa é uma outra explicação para que maio se consolidasse como o mês queridinho das noivas.

Período em que os nórdicos tomavam banhos

Já comentamos que o mês de maio representa a chegada da primavera, mas pode ser que a influência da estação seja ainda mais antiga que muitas pessoas imaginam. Nos países nórdicos as pessoas não conseguiam tomar banho no inverno, pois as temperaturas eram realmente muito baixas.

Pense que estamos falando de um período de muitos anos atrás, em que não havia nenhum tipo de aquecimento ou calefação. Algumas pesquisas indicam que as estações eram mais bem definidas, ou seja, o inverno era muito frio. Por isso, eles esperavam a temperatura começar a melhorar para tomar o primeiro banho.

As noivas aguardavam esse momento chegar para então se unirem aos futuros maridos. Essa era uma forma de garantir que as pessoas cheirassem melhor e estivessem limpas para um momento tão importante.

Para garantir um cheiro ainda mais agradável, algumas noivas começaram a adotar a prática de levar flores consigo. Segundo algumas hipóteses, foi assim que surgiu o buquê.

No caso do Brasil: período de poucas chuvas

Como você já deve estar suspeitando, não foi só a tradição europeia que pesou para que maio se tornasse o mês das noivas no Brasil. No nosso caso, temos uma grande vantagem para esse mês: ele representa um período de poucas chuvas.

Essa medida viabilizou os belos casamentos ao ar livre, como no campo, praia, ou em outros lugares incríveis. A ausência de chuvas ajuda até quem vai casar na igreja ou outros lugares fechados, já que as pessoas ficam mais animadas quando não há chuva.

A difusão de outros meses

Bem, agora você já sabe que maio é um mês disputado pelas noivas de plantão, mas ele está longe de ser a única opção. Se você é do tipo de pessoa que não liga para a tradição ou não tem superstição com datas, então pode explorar outras possibilidades — e até mesmo conseguir preços mais competitivos.

Um exemplo é o mês de dezembro e janeiro. Como é um período de férias para muitos fornecedores, acabam tendo preços mais baixos e, por isso, representam uma ótima alternativa. Além disso, os noivos ainda podem contar com a ajuda do 13º salário para fechar outros detalhes e ajudar no pagamento das despesas.

Para finalizar, é bom lembrar que você também pode escolher outros meses. O mês de setembro tem se tornado muito disputado, pois marca a chegada da primavera no hemisfério Sul. Já os meses de março e abril exigem certos cuidados, pois são períodos em que há mais chance de chuva.

O importante é ponderar o que você sonhou para o seu grande dia e escolher uma data para vivê-lo na sua plenitude. Se é uma pessoa mais tradicional, então o mês de maio pode ser uma ótima opção. Agora, se é mais desencanada, então explore outras possibilidades!

Bem, agora você já sabe algumas explicações que justificam porque maio se tornou o mês das noivas. Aprendeu também que essa não é uma tradição exclusivamente brasileira e que também não é preciso ficar presa a ela.

E você, está em um período definidor para esse momento especial? Quer se casar em um lugar aberto? Então aproveite para conhecer 9 lugares incríveis que levantamos para ajudar na sua decisão. Nos encontramos por lá!

Nenhum Comentário