6 dicas para tornar seu casamento na igreja uma experiência única

O casamento na igreja é um sonho para muitos casais. Afinal, esse é o momento em que duas pessoas assumem um compromisso de amor, fidelidade, respeito e companheirismo perante a sociedade religiosa, ressaltando o amor que existe na relação deles e colocando a fé como a base dessa linda união.

Cada religião possui seus ritos próprios cheios de significados especiais e que guiam os noivos nessa jornada. Mas normalmente a cerimônia consiste em apresentar publicamente os votos do casal diante de um representante religioso, que vai abençoá-los e atestar o enlace matrimonial.

Foi pensando em assegurar que esse momento seja uma experiência única e inesquecível que preparamos este post, em que você vai conferir 6 dicas muito úteis e práticas para a preparação do seu casamento na igreja. Achou interessante? Então, prossiga a leitura!

1. Faça a reserva do local com antecedência

Todos os noivos possuem aquela igreja dos sonhos na qual fazem questão de trocar as alianças, não é mesmo? Porém, para que essa expectativa possa se tornar realidade, é fundamental fazer a reserva desse espaço com antecedência.

Fique atento para descobrir o período em que as reservas estarão abertas, pois muitas igrejas e templos só recebem os agendamentos uma vez ao ano. Além disso, é comum que a disputa por dias e horários seja bastante acirrada, principalmente nas instituições mais tradicionais. O ideal, portanto, é fazer um planejamento prévio (com antecedência mínima de um ano) e já pré-selecionar algumas possíveis datas para a cerimônia.

2. Prepare a documentação necessária

O casamento na igreja também envolve algumas burocracias e isso significa que será necessário reunir uma série de documentos. Para não ser surpreendido, você deve se preparar antecipadamente para atender a todos os requisitos.

Para facilitar esse processo, preparamos a seguir uma lista com os documentos normalmente pedidos pela Igreja Católica:

  • cópias autenticadas do CPF e RG dos noivos;
  • comprovante de residência de ambos;
  • certidão de batismo;
  • certificado de participação do casal no curso de noivos;
  • documento de transferência de paróquia (somente quando um dos noivos pertence a uma paróquia diferente daquela em que a cerimônia será realizada);
  • ficha cadastral de duas testemunhas;
  • comprovante de pagamento da taxa da igreja.

Nas igrejas evangélicas, os procedimentos tendem a ser um pouco mais simples. Inicialmente, os noivos precisam conversar com o pastor da igreja que congregam, que passará aos noivos todas as orientações necessárias. Além disso, é recomendado que o casal seja batizado, mas não é algo obrigatório como na igreja católica. Em geral, o único documento exigido é o RG dos noivos.

3. Saiba como conjugar casamento religioso e civil

Muitos noivos optam por realizar separadamente as duas cerimônias de casamento: a religiosa e a civil. No entanto, é possível unificá-las e facilitar todo o processo. É o chamado casamento religioso com efeito civil.

O primeiro passo é dar entrada no processo de casamento em um cartório. Os noivos devem fazer isso cerca de 30 a 60 dias antes da data escolhida para a cerimônia religiosa e é necessário que as testemunhas estejam presentes. Feito isso, o cartório estabelecerá um prazo para que o casal retire a Certidão de Habilitação, documento que atesta que os noivos estão livres e desimpedidos para contraírem matrimônio.

Em seguida, é preciso solicitar a emissão do termo de “Casamento Religioso com Efeito Civil”, documento que será assinado pelo celebrante, noivos e padrinhos durante a cerimônia. Para isso, o casal deve levar a Certidão de Habilitação até a igreja para que o documento seja feito.

Por fim, deve-se reconhecer as assinaturas do Termo. Nessa etapa, o casal precisa levar o termo ao cartório para fazer o reconhecimento da firma do celebrante. Logo após, o documento deve ser levado ao cartório em que será registrada a união, local onde os noivos poderão retirar a Certidão de Casamento.

4. Prepare-se para as taxas da igreja

Todos sabemos que um casamento é recheado de custos. Para não ser pego de surpresa, é necessário verificar se a igreja escolhida cobra alguma taxa especial.

Geralmente, os templos indicam profissionais de confiança para, por exemplo, filmar e fotografar o evento. Mas alguns podem cobrar taxas para que outros fornecedores realizem os serviços no local. Também há igrejas que fazem cobranças extras caso a noiva  chegue muito atrasada à cerimônia de casamento.

Além disso, especificamente no caso da Igreja Católica, se os noivos não pertencerem à paróquia da igreja que escolheram para se casar, também pode haver uma cobrança de taxas. As evangélicas, não costumam fazer esse tipo de exigência. Contudo, cada instituição possui critérios próprios e a recomendação é conferir com antecipação.

5. Conheça os procedimentos para noivos de religiões diferentes

Não é raro encontrar noivos que desejam se casar na igreja, mas que seguem crenças diferentes. No entanto, isso não deve ser um empecilho para que o casal realize seu sonho. Para resolver esse impasse, existem algumas alternativas. Uma delas é um dos noivos se converter, passando a seguir a religião do seu futuro cônjuge.

A outra solução, mais praticada, é a realização de um casamento ecumênico. Esse tipo de cerimônia é indicado para os noivos que querem passar pelos rituais de suas respectivas religiões. É ideal quando os futuros cônjuges seguem religiões dirigentes mas com bases cristãs, como a Católica e uma igreja evangélica.

Na prática, a celebração conta com a presença de um representante oficial de cada crença e ambos serão responsáveis por conduzir o casamento utilizando os procedimentos de uma e de outra.

6. Tenha cuidado especial com a decoração

decoração da igreja é um item fundamental para transformar esse momento em algo ainda mais especial. Por isso, é muito importante ter um bom planejamento em relação a esse aspecto. O primeiro ponto a ser verificado é se haverá outras cerimônias no mesmo dia do seu casamento. Pode parecer um mero detalhe, mas que (acredite!) fará muita diferença no resultado final.

Isso porque, caso haja outros casamentos, é muito provável que a decoração da igreja seja a mesma para todas as celebrações, o que pode exigir o consenso de todos os casais na escolha dos arranjos e ornamentos.

Se apenas o seu casamento estiver agendado, você pode se tranquilizar e preparar uma decoração que combine exclusivamente com o seu gosto. Nesse caso, será necessário que a equipe responsável por essa tarefa inicie o procedimento com pelo menos 2 horas de antecedência. Por isso, é indicado escolher enfeites de fácil montagem.

Viu como tornar seu casamento na igreja uma experiência única não é tão complicado como você pensava? Planejando tudo com antecedência e executando cada ação com muita calma, você evita problemas com reservas , não perde tempo correndo atrás de documentos e pode desfrutar do seu grande dia com a tranquilidade de que nenhum imprevisto vai acontecer!

E aí, gostou das nossas dicas sobre casamento na igreja? Então, que tal conferir também o artigo  descubra 9 lugares incríveis para se casar no Brasil?!

2 Comentários